História

A Associação Comercial e Industrial de Rio das Pedras (ACIRP) é uma instituição que surge para atender o comércio no sentido de disponibilizar informações seguras de crédito (SCPC – Serviço Central de Proteção ao Crédito) aos comerciantes, como forma de haver a gestão eficiente para a realização de boas vendas do comércio. Ela é filiada a FACESP (Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo) no qual disponibiliza, através de sua base operadora – BVS (Boa Vista Serviços), às suas Associações Comerciais filiadas serviços de informação de pessoa física e pessoa jurídica. As Associações Comerciais, por sua vez, oferecem tais serviços às suas associadas, empresas do município. Tais serviços são indispensáveis para a tomada de decisões seguras por parte das empresas nas transações comerciais.

Chiavenato define que:
Associação é uma entidade de direito privado dotada de personalidade jurídica e se caracteriza pelo agrupamento de pessoas para a realização e consecução de objetivos e ideais comuns, sem finalidade econômica, isto é, sem interesse de lucro. Assim, as associações somente poderão ser constituídas com fins não econômicos.
Suas principais características são: ausência de finalidade lucrativa; reunião de diversas pessoas para a obtenção de um fim ideal, que pode ser alterado pelos associados; o patrimônio é constituído pelos associados ou membros; reconhecimento de sua personalidade por parte da autoridade competente. (CHIAVENATO, 2004, p. 113)

A ACIRP está localizada na Rua Prudente de Moraes, nº 210, Centro, na Galeria Miori, sala 07. Foi fundada no dia 06 de fevereiro de 1981 tendo assim a citação dos membros fundadores na primeira ata abaixo citada. 


ATA DE FUNDAÇÃO DA 
ASSOCIAÇÃO COMERCIAL E INDUSTRIAL DE RIO DAS PEDRAS 

Aos seis dias do mês de fevereiro de 1981 (Um Mil, Novecentos e Oitenta e Um), às 20 horas, na Sociedade Cultural Riopedrense, à Rua Teófilo Amaral Campos, nº 159, nesta cidade de Rio das Pedras, Estado de São Paulo Reuniu – se em Assembléia Geral os Sócios para fundarem a Associação Comercial e Industrial de Rio das Pedras, havendo entre os associados presentes eleito o Sr. Antonio Carlos Angeleli com presidente dos trabalhos e este escolheu o Sr. Filisberto Taranto como secretário. Foi constatado a presente dos seguintes associados Victório Olivio Cezarino, Filisberto Taranto, Francisco Montebello, Alberto Sacaro, Airton Luiz Guizzo, José Aparecido Rodrigues, Durval Gambaro, Divino Antonio Roncato, Oswaldo Roque Taranto, Antonio José Pereira Arlindo Ciudim, Jorge Joussef, José Luiz Franca, Antonio Carlos Angeleli, José Francisco Riguete, gerente da Agência da Caixa Econômica do Estado de São Paulo, Antonio Dirceu Pacheco de Medeiros, gerente da agência da União dos Bancos Brasileiros S/A, Paulo Roberto Ramos Lago, Gerente do Banco Brasileiros de Descontos S/A, Dorival Tobaldini, representante da firma Supermercado Miori Ltda, José Degaspari, Denizal José Maria , José Celso Tozzi, Francisco Ganassim , Ademir Ganassim, representando a Usina Bom Jesus S/A Açúcar e Álcool, Euclides Antonio, Luiz Custódio de Almeida, Alvaro João Bianchin, Prefeito Municipal , Rubem Hector D”Allessandro, representando Nechar S/A, Francisco Móvio, Orlando João Rubinatto, Alberto Ganassim, Irineu Zanardo, Antenor Martim, Francisco Arioso, José Stoco, Elidio Berto, Franscisco Guidolim, Roberto Luiz Montagnani, Antenor Soave, Luiz Durvalino Defavari, Odemir Lazaro de Jesus Bonassa, Daniel Serafim Bueno, Valentin Izedoro, Luiz Manesco, e mais duas pessoas não associadas Dr. Leonel de Souza e Dr. José de Moraes. A seguir, o presidente em referência pediu ao secretário expusesse de forma sucinta os objetivos de uma Associação Comercial e Industrial na vida de uma cidade, o que fora feito, destacando o Serviço de Proteção ao Crédito com toda sorte de informação sigilosa e segura aos associados sobre devedores insolventes e relapsos, e as várias medidas para harmonizar e dinamizar setores comerciais e industriais locais e finalmente a projeção de nossa cidade no cenário estadual e até nacional no vasto mundo dos negócios. Dando segmento, o presidente expôs que a ordem do dia desta Assembléia se constituía de 03 partes (1ª Parte) Votação dos estatutos, (2ª Parte) Eleição dos 15 Membros do conselho consultivo, (3ª Parte) Eleição dos 10 membros da diretoria. “Assim mostrou aos presentes os estatutos de nossa Associação Comercial Industrial, dizendo que sua elaboração se deve a estudos de estatutos de importantes associações como de Santa Barbará D' Oste , Piracicaba, São Pedro e Artur Nogueira, embora com algumas modificações para atender as peculiaridades de nosso município. Após reger nossa Associação, submeteu–os a votação havendo sido aprovado sido aprovados por unam idade. Os associados presentes indicaram 15 nomes para compor o conselho consultivo da Associação e o presidente dos trabalhos expôs à votação aos seus nomes: Srs. Roberto Luiz Montagnani, Pedro Luiz Defavari, Flaury Antonio Rubim, Antonio Carlos Angeleli, Lirio Bianchim, Irineu Martins Defavari, Antonio José Pereira, José Salvador Stoco, Francisco Montebello, João Brasil Montagner, Orlando João Rubinato, Paulo Martins da Silveira, Daniel Carlos Sacaro, Amauri Gomes, Decio Cezarino, que foram eleitos por unanimidade e esses conselheiros escolheram o Sr. Roberto Luiz Montagnani, com presidente do conselho consultivo. Ato contínuo, os associados presentes, indicaram 10 nomes para compor a diretoria da Associação com os respectivos cargos e o presidente os expôs à votação: Srs. Antenor Soave- Presidente , Victório Olivio Cezarino – Vice presidente , Antonio Dirceu Pacheco de Medeiros – 1º Secretário, Filsberto Taranto-2º Secretário, Antonio Carlos Defavari 1º Tesoureiro, Valentin Izidoro Luiz Manesco 2º Tesoureiro e mais 04 assessores, Alberto Sacaro, Marcia Maria Banchi Gobato, José Luiz Franco e Antenor Martim que foram eleitos por unanimidade. O presidente informou de uma próxima reunião festiva e solene, em data a ser marcada, para posse dos membros da diretoria e do conselho consultivo, hoje eleitos para reger os destinos de nossa Associação, finalmente agradeceu aos Srs. Diretores da Sociedade Cultural Riopedrense a cessão dos seus salões para a realização desta Assembléia e aos Associados em especial, o alto compreensão demonstrada a este acontecimento que é a fundação da Associação Comercial e Industrial de Rio das Pedras.